Páginas

22 junho 2010

Preservativo com dentes para evitar violação

Uma médica sul-africana criou um preservativo feminino capaz de dissuadir os violadores. O inovador dispositivo está a ser distribuído nas cidades onde está a decorrer o Mundial de futebol

Sonnet Ehlers estava de serviço há cerca de quarenta anos, quando lhe entrou no gabinete uma vítima de violação. Devastada, a mulher, olhar parado, limitou-se a comentar: "Se ao menos eu tivesse dentes lá em baixo"... O desabafo deu o mote para a criação do Rape-aXe, um preservativo feminino, com uma espécie de ganchos parecidos com dentes no seu interior, que, em caso de penetração, prendem-se ao órgão sexual masculino. Só uma intervenção médica poderá depois libertá-lo.

"Magoa, o homem não consegue urinar, nem andar", explica a médica. "Se ele tentar removê-lo, os dentes apertá-lo-ão ainda mais".

Ehlers está agora a distribuir o preservativo nas várias cidades da África do Sul onde têm lugar os jogos do Mundial 2010.

Segundo a CNN, a médica vendeu a casa e o carro para financiar o projecto e poder agora distribuir cerca de 30 mil unidades da sua invenção, que contou com o parecer de ginecologistas e psicólogos.

Os críticos da ideia defendem, no entanto, que o preservativo com dentes torna as mulheres mais vulneráveis à violência dos homens assim "presos".

A África do Sul tem uma das taxas de violação mais elevadas do mundo. Em 2009, de acordo com a ONG Human Rights Watch, 28% dos homens inquiridos confessaram ter vilado uma mulher ou criança.
Ahhh pois, toma lá que já foste!

4 comentários:

Anónimo, o selvagem disse...

É no mínimo caricato, mas profundamente útil ao mesmo tempo.
:)
Boa continuação

Ana Sofia disse...

mas para isso funcionar não é suposto a mulher estar a usar o preservativo quando está a ser violada? se ela está a ser violada não consegue por isso...

Filipe M. disse...

Suponho que tenha de usar a toda a hora, uma vez que nos países de África é algo... possível de acontecer a qualquer momento (suponho) =/

**Não sei se na África do Sul essa realidade também existe, mas vindo do país que diz que depois de um bom duche qualquer homem elimina o risco de contracção de HIV !

Mark disse...

É, no mínimo, estranho... Terá resultados práticos, para além de ser ultra bizarro?

Em África, o desconhecimento sobre o HIV é enorme. Mas, não é preciso ir tão longe... Há uns aninhos, em Portugal, muitos ainda pensavam que a SIDA era uma doença dos "pan....." e dos dro....". Choca, não é? É a ignorância de um povo. :/