Páginas

29 novembro 2010

Detalhes da Prostituição

Pois é, I'm a big whore! 

Hoje no trabalho, estava cansado. Estava a tentar arrumar as coisas mas não conseguia porque: a) as velhas fofinhas não me largavam com perguntas que não lembram a ninguém e b) quando eu arrumava elas desarrumavam, eu arrumava elas desarrumavam, era chamado para apoiar algum colega e voltava lá e já estava tudo de pantanas outra vez. 

Portanto fui almoçar completamente farto, exausto e com tendências homicidas. Mas, algo que me animou bastante, foi ir ao multibanco e ver o meu ordenado. E aí, cheguei à conclusão que... não importava, viessem as velhas que viessem, os problemas que viessem, nada disso importava, porque eu recebi bem.

Onde eu quero chegar é: eu sou uma prostituta, que por dinheiro atura velhinhas amáveis chatas e colegas insuportáveis.


Bom, há algumas coisas em que nem era preciso dinheiro... por exemplo, o moço de cima. AhAh sou tão engraçado... -.-'

6 comentários:

Speedy disse...

ainda dizem que o dinheiro não traz felicidade. só podem ser pobres com dor de cotovelo

Filipe M. disse...

LOL Speedy é não é ?

Foi o dinheiro que permitiu-me oferecer coisinhas ao Banco Alimentar... portanto o dinheiro trás de facto felicidades :P

pinguim disse...

E há tanta gente a querer ser "prostituta", e ninguém "lhe passa cartão"...

LusoBoy disse...

Pois claro, o importante é receber o dinheirinho no final do mês. Não vale a pena enervares-te com o resto ;).

um coelho disse...

Acho que de certa forma somos todos prostitutos. Só que uns gostam do que fazem e outros não.

Filipe M. disse...

Coelho, esse tipo de prostituição dá pano para mangas e infelizmente acontece tanto...