Páginas

01 fevereiro 2011

Detalhes do Armário...

Não, não é esse tipo de armário. Mas já lá vamos.

Hoje, com muito esforço pessoal, lá me levantei à uma da tarde, fui almoçar e tomar duche e depois fui a pé para Loures. Cheguei lá por volta das 15h e tive de esperar numa fila do demo até às 15h30 só para comprar o passe. É muito giro observar saloios e ciganos, não sei, é um bom estudo e uma boa forma de passar o tempo, que como todos sabemos, trinta minutos podem tornar-se em trinta horas. E tornou-se. Isto, porque eu sou estúpido e não comprei em Odivelas o passe a tempo e horas. Ora, para aqueles que usam a rodoviária de Lisboa e compram o passe em Loures sabem que o senhor está a caminho da doença de Parkinson e que não é fácil chegar ao local de trabalho entre tremelicos. E mais difícil ainda é atender cada pessoa em menos de cinco minutos, o que me leva a pensar que se fosse eu na caixa, onde trabalho, já tinha levado com a embalagem de skip na tola.

Depois de uma velha ter tentado passado à frente e começar aos berros a chamar mentirosa à que a acusou de tentar passar à frente e depois de muito drama e fantasias com o cigano que estava a arrumar o estaminé, lá fui atendido e fui para o meu sítio preferido na Terra: a Caixa Geral de Depósitos. É que, de modos que consigo sair de lá sempre muito frustrado. Hoje foi porque não lia cadernetas. E quando me dirigi à mais próxima não conseguia penetrar a minha. Não percebo, deve ser preciso uma licenciatura ou ler um livro da Martha Crawford sobre 'Como Penetrar (Com Jeitinho) A Sua Caderneta (No Buraquinho)'.

Depois disso, lá fui ao meu Shopping preferido na terra: O LoureShopping, que ao longo destes anos todos ainda não percebeu que devia fazer um Makeover: Homo Edition. Laranja e Azul são cores muito bonitas, mas não juntas! Mas vale a pena lá ir, nem que seja para entrar na Aldo, não comprar nada e simplesmente ver os funcionários. Oh sim, eles realizam o meu dia, só de poder olhar para eles... imaginem se... enfim.

Comprei umas calças de fato de treino, alguns ténis em saldos e pumbas, duas horas depois estava novamente a voltar para trás. Fui ao ginásio, ia levando com dois armários em cima e quase perdi a coragem de me inscrever. Mas lá entrei, e 105.11€ depois saí de lá com uma inscrição, um seguro, duas modalidades (bicicleta e musculação) e muita vontade de definir o meu corpo, para que da próxima vez que me baixe no bairro alto, saia de lá com casamento marcado! Pf.

Sobre a árvore do vizinho não há nada a relatar. Foi depenada e o demo foi obrigado a abandonar a zona. Já não me borro todo sempre que passo por ela.

Em relação aos meus pais... Se no jornal de amanhã aparecer nas notícias um caso de homicídio duplo (ou triplo), com ou sem saca-rolhas, não se surpreendam fui eu que me cansei de os ouvir insinuar de que sou uma puta, de que devo ter um cu que mais parece um alguidar de barro (ok nunca o disseram, mas insinuaram que sou puta e à partida o cu de alguidar de barro é uma consequência...).

Ora bem, alguma dica para anotar em relação ao ginásio?

7 comentários:

tiago disse...

Sim... uma dica: Fecha os olhos!

Filipe M. disse...

Porquê lol ?

tiago disse...

para te manteres focado no que interessa e não teres um ataque!

pinguim disse...

Ter uma conta na CGD, só quando fui obrigado; livra!!!!
Essa dos teus Pais é forte, porra!

Filipe M. disse...

Opah, Pinguim, 'tou a chegar à mesma opinião em relação à CGD gosto tanto do BPI é tudo tão simples... na CGD é só burocracias e bla bla beu!

um coelho disse...

Eu até gosto da caixa, desde que não tenha de ir ao balcão. Como faço quase tudo por homebanking não tenho problemas.
Em relação ao gym, concordo com o tiago, olhos fechados e concentração no que estás a fazer ;-)

Myke disse...

A unica coisa boa na CGD é os juros das aplicações..quanto ao resto...detesto lá ir!