Páginas

12 fevereiro 2011

Detalhes Vagos do Putedo Virtual [I]

Sobre o putedo online... putedo ao qual aderi, com alguma ingenuidade e vã esperança em encontrar um príncipe encantado... rapidamente abandonei a exigência da limusina branca, passei para um carro branco e agora até já me contentava com uma carroça. 

Ora, se calhar,  há um ou dois anos atrás, ainda aderiria ao putedo virtual, mas nos dias de hoje... simplesmente não consigo. Estou para ali no manhunt a falar com pessoas, que sei perfeitamente que não vai dar em nada. E elas o mesmo. Nem sei porque nos damos ao trabalho... 

Mas enfim, eu venho falar dos bimbos que por lá andam. Se não é bimbo que chegue mostrar a pila e a bunda, há uns que ainda têm no nick 'Gato' 'Gatinho', desses convém fugir. Uma pessoa normal não se auto-intitula de gato ou gatinho, é deprimente. Também há aqueles que dizem que não procuram nada e claro, estão lá porque é bonito, perder horas de vida para nada. Depois há aqueles que não sabem o que procuram, o que também tem muito que se lhe diga. Mas eu acho piada aqueles que se metem com grandes filosofias, poesias, com grande moralismos, mas que no fim não passam de ratas... de esgoto. 

Os predadores que procuram a carne mais tenra e jovem, mas que de tenros e jovens têm... hum... nada. E depois admiram-se que rapazes como o Renato Seabra usem o Saca-Rolhas. E atenção, já há no mercado o Saca-Rolhas Eléctrico... que não desfaz a rolha (vejam bem a qualidade!). 

Também há aqueles que ao fim de uma troca rápida de mensagens pedem logo para trocar de email, para ao fim de 5 minutos não dizerem nada a ninguém. Esses enervam-me profundamente... ocupam espaço e fazem perder tempo. Mas o que eu gosto mesmo, mesmo, são os inúteis que pedem para trocar o número de telemóvel, para nunca sequer responderem a uma sms, ou, melhor, para enviarem um 'Olá' de vez em quando, quando se lembram. O pior é que, são tão inúteis, que passávamos bem sem o 'Olá' de quando em vez.

Conselhos para criarem um perfil de putedo virtual: sejam claros com o que procura, descrevam-se minimamente, metam uma foto que não seja da pila ou do rabiosque (há que manter o suspense) e acima de tudo, tenham muita paciência. Ah!

5 comentários:

assolapado... disse...

Não posso deixar de concordar contigo; não acrescento nada apenas subscrevo o que referiste. É impressionante, mas é sinceramente, o que me tem acontecido, principalmente, no manhunt...que pedem para falarmos e tal, para nos conhecermos (embora quase impossivel) por diversas circunstâncias,lá chegamos a trocar o email e depois não dizem nada se não for eu a dizer...haja paciência e vontade de conhecer realmente alguém que valha a pena. Sim, confesso que já tive grandes surpresas, positivas e negativas, mas as negativas permanecem em maior número...
Enfim...espero melhores dias.

Individual(mente) disse...

Haja alguém que me compreende!
Falta ainda acrescentar que a faixa dos 30/40 anos é a pior: não falam e se o fazem parece ser por obrigação. Excusado será dizer que qualquer coisa que se tente combinar cai por terra; tudo o resto é bem mais importante (a televisão, as séries, os livros, etc.)
Haja paciência para a gayada...

LusoBoy disse...

Excelente descrição ;).

pinguim disse...

Quando os frequentava (deixei-me disso há 5 anos) era como tu dizes, mais os frustrados casados e medrosos que se excitam, coitados, com aquilo, por não se poderem excitar com mais nada.
Mas...tenho que confessar que há honrosas excepções, pois foi num site destes que encontrei o meu amor!!!

um coelho disse...

Durante algum tempo ainda andei no GD, mas o talho que aquilo era nunca me entusiasmou. Achava piada aos gajos que punham descrições super-profundas e sentimentais, que procuravam o amor da vida deles e bla bla bla mas depois a foto era a pila!
Nunca tive lá foto de cara, mas de corpo tinha várias (mas sempre com roupa!).
Apesar de não gostar desses sites, era um mal necessário para mim, porque não me imagino a conhecer alguém da equipa de outra forma.