Páginas

09 março 2011

Detalhes da moda do Straight-Acting


É cada vez mais comum, encontrar por esses putedo virtual, referências ao straight-acting. São os gays que se tentam afastar do lado feminino e aproximar do lado masculino, do lado hetero, do lado discreto.

São gays ou lésbicas que se pretendem passar por heterossexuais para não sofrerem discriminação e que como tal procuram outros parceiros 'into straight-acting' para continuar com essa capa, essa farsa. «Para muitos, o straight-acting é altamente atractivo e ser straight é ainda mais»

Bom, para mim é uma farsa. Não digo que no sentido de atracção não se possa gostar de alguém masculino, mas há o ser-se masculino e o straight-acting, que para mim não passa de uma representação... ser-se alguém que não somos. Mostrar-se hetero, discreto, masculino, quando se calhar na realidade não o são.

Como diria o terapeuta Angelo Pezzote, com quem por acaso concordo muito, “Muitos gays ainda vivem sob a pressão de serem menos homens que os outros homens, porque crescem num mundo saturado de mensagens mediáticas que estabelecem o que deve ser um verdadeiro homem. Dizer na mesma frase que se é gay e se tem um comportamento ‘hetero’ é um oxímoro, porque o straight-acting resulta da vergonha de se ser gay.” 

Sê quem tu és, sem medos! 

6 comentários:

Speedy disse...

percebo o sentido. mas quem disse que para ser gay, ser quem somos, é preciso não ter gestos ou acções do que é considerado ser hetero? Eu não preciso de fingir nada. Há quem me tope à distância, há quem não estava à espera. acho que depende de cada um.

pinguim disse...

Eu prefiro sempre um homem com uma maneira de ser masculina, não por preconceito, mas porque gosto mesmo é de um Homem.
Um gay efeminado tem todo o direito de fazer a sua vida e não ser apontado e terá, com certeza alguém que o apreciará: cada um tem os seus gostos.
Mas não conhecia essa terminologia "straight-acting", embora saiba que existem pessoas assim.

Filipe M. disse...

Eu compreendo os gays masculinos. Até conheço vários. Eu falo mesmo daqueles que não o são e que querem e fazer para ser... para agradar a outros e principalmente a eles mesmos.

Só isso ;)

Ruy A... disse...

O straight-acting resulta numa questão de posicionamento. Tão válida quanto outras exposições mais femininas. No meu caso particular sinto-me melhor comigo próprio numa versão completamente masculina no ser , no estar, no vestir, etc...
Agora fazer de conta que se é hetero, comer gajas e tal aí é que é mais complicado...

tiago disse...

Como já tinha dito, não vejo mal em ser-se Homo ou Bissexual masculino e gostar de semelhantes... Lá está, para mim o straight acting é apenas uma postura, uma forma de estar na sociedade que em nada tem a ver com ocultar ou camuflar a sexualidade.
Sou homem, tão masculino como me sinta bem e prefiro "envolvimentos" com semelhantes, mas o amor acontece, e se acontecer não vou fingir que nada é.

DP disse...

Sou gay, tenho amigos que sabem e as conversas que tenho com eles são normais... a não ser por vezes que esteja com amigas e passe alguma coisa que nos leve a fazer comentários.

Visto-me normal, não acho que haja maneira especifica de uma pessoa homo se vestir ou se comportar, somos pessoas normais. Apenas sentimos atraçºao e queremos estar com pessoas do mesmo sexo, o que é o mais normal possível.

Ser gay não quer dizer vestir-se e comportar-se de outra maneira a meu ver, é a minha opinião.