Páginas

18 março 2011

Detalhes Poéticos do Devaneio.

Fujam minhas filhas... que eu estou medonha! Tava a apanhar uma seca e escrevi sem vergonha!

Poema para Sara Dias, no msn:

ai mulher do meu coraxão
eu num ando com sorte
o manhunt num me dá tesão

já ninguém me diz nada
ninguém gosta de mim
ta toda a gente calada
e eu fico assim =/

xó velhos rebarbados me procuram
xó me dá vontade de chorar
se eles não xe calam
o xaca rolhas bou usar.

5 comentários:

Cp disse...

Aaaaaaaaaaaaaaaaiiiiii queração que tu não tás bem! :O

Miguel disse...

LOOL este poema é a treva XD

pinguim disse...

Dasssssssssssss...

Filipe M. disse...

Vocês não sabiam... mas eu tenho um saloio poeta dentro de mim :P

um coelho disse...

Por favor Filipe, se ele está dentro de ti deixa-o lá estar...