Páginas

07 abril 2011

Detalhes de Histórias de Balneário [II]


Eu estava a mudar de máquina. Peguei na garrafa de água e na toalha e coloquei-a na máquina para exercitar o peito. (em câmara lenta) Ele vem direito a mim com o seu músculo bem firme. 

- Podes ajudar-me?! 
- Claro. (Ohhhh filha ajudo com o que quiseres!!) 

Ajudei-o a transportar uma barra com pesos para outra máquina ele agradeceu e eu vim-me embora. O rapaz era todo jeitoso.

Depois fui para a aula de bicicleta... fiz abdominais e voltei para a musculação. Tive de pedir à instrutora alguns exercícios para exercitar os pulsos, de modos que onde trabalho carrego alguns pesos e de vez em quando saio de lá com os pulsos à rasca. Portanto... o exercício que me deu foi... pegar num pau com um fio atado a um peso e tinha de enrolar e desenrolar esse fio.

Portanto estava eu a repetir a operação quando começo a observar o espelho à minha frente... e vejo tudo o que é homem musculado a pegar em pesos à la macho, a fazer carecas, alguns até a fazer sons bizarros e eu ali... com um pau na mão, a enrolar um fio. Quando acabei o exercício fugi dali... fui alongar para um cantinho e fui-me embora! Que deprimente...

4 comentários:

Lobo Solitário disse...

Tu és tão cómico, pa...

Ikki disse...

Eu não consegui evitar e ri-me com o que escreveste!
Muito bem relatado!
Abraço,
Ikki

um coelho disse...

A mim aconteceu-me uma dessas para exercitar os gémeos. Mandou-me ficar num degrau e alternar entre normal e bicos de pés. Parecia uma bailarina de balet, no meio dos halteres.

Filipe M. disse...

HAHA coelho... isso ainda é pior.

Coelho, a bailarina :P