Páginas

18 abril 2011

Detalhes do Episódio: "Mas que piroca tão estranha!"


Todo este post deve ser lido com a perspectiva de slow motion, pelos seguintes motivos: trabalhar das 12h às 22h, 22h30 ou até 23h00 quatro dias seguidos, em alturas de grande movimento (fim-de-semana) não é fácil e porque ontem saí do trabalho às 22h30 e hoje entrei às 7h00 da manhã.

Hora um moçoilo vai todo contente para o trabalho, bebe um red bull para despachar a reposição até a loja abrir. Corre tudo bem, o moçoilo está cheio de energia e bem disposto. Nem se espuma pela boca com a estupidez alheia! O almoço vem... duas horas sem fazer nenhum, a passar receitas de culinária para o telemóvel, a ler revistas cor-de-rosa... Este moçoilo perde o ritmo... a energia... começa a morrer... com sono. 

Metem-me na caixa durante a tarde, por causa dos meus colegas que vão almoçar. E eu vou... muito grogue sem conseguir ouvir mais um bip, sequer. Odeio estar cansado e as pessoas berrarem, não fazerem contas, falarem uns por cima dos outros, ter três ou quatro pessoas a falarem ao mesmo tempo comigo. Portanto, resumindo, estava eu a falecer de sono, distraído, fartinho de estar ali, a pensar na minha caminha, nas minhas folgas. 

Nisto aparece um cliente, do leste. Muito simpático, possivelmente com a sua boa dose de vodka. Não faz grandes compras. Não fala muito, tão pouco eu. Quando me vai para pagar eu peço moedas porque estou à rasca. E quando ele vai para as dar, a camisa levanta e o que é que eu vejo? 

Presa, debaixo das calças e do cinto, uma bela garrafa de vinho tinto. Provavelmente das caras. Ele deixa cair a camisa, paga e vai embora. O meu cérebro está em slow motion... e eu a tremer imenso...
- Uma piroca não é assim... aquilo era uma garrafa! Ai caredos, qué que eu faço?
- E se não é roubo? 
- Se não é roubo, quem é que 'guarda' uma garrafa ali? 
- Faz alguma coisa!
- Para quê? O homem já lá vai... 

Neste dilema... o homem sai da loja, atravessa a estrada, mas pára. Eu dou 4 toques, chamo o segurança. O meu chefe pergunta-me o que se está a passar, a minha gerente também veio ver o que era. Eu digo ao segurança o que se está a passar e ele vai atrás dele... que nem uma louca. 

Não se passa nada e eu continuo o meu trabalho, de vez em quando olho para o segurança e para o homem. Eles parecem falar calmamente, já quase no fim do mundo. Passado algum tempo, o segurança não aparece, eu olho e não o vejo... Terá sido esfaqueado? Estará a morrer numa vala qualquer? Espera... o culpado fui eu! Fui eu que lhe disse para ir atrás do homem. Ai jasus! 

Claro que tenho de perguntar ao chefe sobre o segurança; os seus órgãos já podem até estar a caminho do mercado negro...! O segurança já estava na loja, com o bandido da piroca estranha. Chamaram a polícia e ela estava a demorar devido a outra ocorrência. Entretanto a minha hora de saída já tinha passado e devido a falhas técnicas saí mais tarde. Quando estava a levar o dinheiro para o escritório para o contar, vejo o homem sentado confortavelmente a rir-se. 

Pelo que me apercebi tinha tentado fugir duas vezes, mas o segurança e um dos chefes não deixaram. A minha gerente aconselhou-os a baterem no senhor. E aqui entre nós a polícia já me disse: "Quando é assim batam e só depois chamem-nos, poupam-nos trabalho". 

Claro que ninguém o fez... somos pessoas civilizadas. Mas a minha gerente continuou a perguntar se precisávamos de uma tranca da porta (que é um ferro do meu tamanho, pesado q.b.). De modos que contei o dinheiro, desejoso de sair e tive de entrar na sala onde estava o homem, já com a polícia presente. 

Sentei-me, falecido. E fiquei de boca aberta a olhar para o polícia... que era bem jeitoso. Ele olhou para mim e eu comecei a arrumar as minhas coisas. Entretanto eles saem, o homem escoltado pela polícia. Eu demoro pouco mais e vou atrás. Nisto, o homem, o criminoso, o bandido está a olhar para mim e a rir-se, com um ar de maníaco. Claro, ia-me borrando todinho! 

P.S. - Para dizer que... se por algum motivo deixar de postar, actualizar o facebook... é porque o bandido me fez uma espera... esquartejou e vendeu os meus órgãos no mercado negro... e pior... se calhar por um preço bem cócó! Enfim vou dormir que estou mesmo lento.

Mais um P.S. - Já sou um home! Apanhei o meu primeiro bandido naquela loja!

18 comentários:

Speedy disse...

é pena...até gostava deste blog :D

Filipe M. disse...

És mto simpático Speedy :o

Miguel disse...

concordo com o speedy =p e olha, não desesperes porque depois vou à campa colocar umas flores =D hehe
abr

Filipe M. disse...

LOL são todos muito simpáticos... insensíveis ao meu triste infortúnio!

Someone disse...

Deixa-la... eu ja tive um episodio estranho, semelhante...
cenario:
-Mulher Psicotica
-Farmacia
-Receita visivelmente falsificada
-Medicamentos Antipsicoticos
-Eu...

Quando digo a mulher que nao lhe posso dar os medicamentos, porque a receita na era valida, porque tava falcatruada, a mulher da-lhe um atack de furia fulminante sub-psicotico-aguda, dasata histerica aos gritos, a chamar-me o indice de A a Z de palavras menos proprias para pessoas civilizadas, e faz a jura de que nao vai sair dali sem os seus medicamentos.
Nisto senta-se numa cadeira e ali fica 6 horas a olhar com o seu olhar de furia, a lançar pragas entre dentes... chega a hora de fecho da farmacia e pedimos educadamente para sair, ao que voltamos á estaca zero de berrario, palavrejamento, e muito "gafanhoto cuspido"
Chamamos a policia e veem 2 guardas falar com a senhora e começa nova sessao de mais do mesmo, e com juras de " NA SAIO DAQUI NEM MORTAAAAAAA, OUVIU? MORTAAAAAAAAA!" atira-se po chao, e os guardas olham um po outra ja com cara de pouca paciencia, um agarra-lhe nos pes outro nas maos e la vai k nem saco de batatas, derrepente solta-se começa as dentadas, chapadas e pontapes, alem de deitar tudo o k alcançava ao chao, fosse montras ou coisas nas prateleiras, agarram-na de novo e la a metem na rua.
A senhora levanta-se do chao, recompoe o cabelo, o vestido e so diz " ISTO NA FICA ASSIM! EU VOU CHAMAR AS TELEVISOES, OS JUIZES, ADVOGADOS, A UNIAO EUROPEIA! VAO VERI!" e segue o seu caminho como se na fosse nada ( isto pk tambem os policias decidiram na dar caso a coisa, pk na tavam pa se chatear mto e dava trabalho assinar papeis...)
E assim foi mais um dia normal xD
portanto filipe se eu sobrevivi a uma mulher psicotica tu sobrevives a um bandido que tem em mentes vender-te as postas po mescado negro... xD

O-Riordan disse...

Curti conhecer-te! Até mais... xD

Filipe M. disse...

Someone, caredo aí está uma história digna de se contar ! Credo. Não percebo porque não chamaram a polícia mais cedo lol :P Eu tinha chamado ao fim de 20 minutos e com um bocadinho de sorte, ao fim de quinze, se tivesse mesmo muito farto de olhar para a cara dela :P:P

Abç

Filipe M. disse...

O-Riordan mto simpático da tua parte :)

O-Riordan disse...

Eu queria dizer que curti conhecer-te e até mais se morreres... Hi hi hi! xD

Kiddin'. ;)

Mas, realmente, é uma história complicada porque o fulano deve ter percebido que foste tu a fazer queixa. Eu morreria de medo e ou não dizia nada, ou só dizia depois de ter saído da loja. LOL!

=P

Filipe M. disse...

Eu claro está disse depois de ele ter saído da loja, mas porque estava lento. Se não tinha chamado logo o segurança.

O que mais me assustou foi o ar de maníaco e rir para mim e toda a gente. 'Eu sei que foste tu... ahahahahaha'

Ainda me faz uma espera -.-'

Someone disse...

Eu nao chamei logo pk eu mantenho a postura e o sorriso( e se nos nao reagirmos aos insultos como as pessoas espera ainda mais elas ficam passadas xD e eu adoro isso... xD)
e outra coisa k tenho a favor é eu ter mais de 2 metros de altura, plo k as as pessoas armadas em cavalgaduras, alem do nariz empinado na se atrevem a levantar mais nada do k a voz... senao acredito k ja tinha levado 2 lambadas no fucinho por continuar com cara de simpatico kando tao a insultar-me xD

pinguim disse...

Mas o homem não sabe que foste tu que o acusaste; podia ter sido denunciado por outra razão ou por outra pessoa...

Filipe M. disse...

Hum... só estávamos dois colaboradores na loja, dois dos quais estavam na caixa. Eu e o chefe que estava mais à frente. O segurança normalmente passeia pela loja.

Só eu é que podia ver o que vi. Caso contrário ele nem tinha saído da loja, tinha sido logo levado até uma salinha mais discreta.

Ikki disse...

Apesar de ser um assunto bastante sério e vejo-o como tal, não pude deixar de rir imenso com a forma como o escreveste! Desculpa!
Espero que ainda não te tenhas cruzado com ele e esteja tudo bem!
Abraço,
Ikki

myotherside disse...

só tu lol
eu fodia-me a rir se fosse de facto uma pila estranha, um problema congénito ou uma cena assim.. já estou mesmo a ver os chefes a perguntarem porque raio tavas a olhar para a pila do homem... isso sim era um filme ahah

Filipe M. disse...

MyOtherSide... eu sou um funcionário exemplar! Os chefes sabem que pelo bem da loja, eu olho e avalio cada bocado do corpo de cada cliente que me vai à caixa :P Principalmente os homens que têm tendência para esconder coisas na piroca. :P:P

Nada mais do que profissionalismo!!

Cp disse...

Ai que tu ainda vais desta pa melhor... Acho melhor contratares algum segurança! :O

Nelson Soares disse...

looooooooooooooool Só tu mesmo...



Stay Well